Com reforma, IEMA em São Luís terá piscina nova, área de lutas e biblioteca moderna

Para o jovem Leandro Silva, aluno do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), as obras de expansão da Unidade Plena de São Luís (antigo prédio do Colégio Marista, no Centro) devem melhorar ainda mais a qualidade do ensino ofertado na escola.

Aluno em tempo integral do 3º ano do Ensino Médio Técnico em Serviços Jurídicos, Leandro Silva avalia que as obras de expansão devem ampliar não apenas a estrutura física da unidade educacional, mas o conhecimento absorvido pelos estudantes. “Estudar no IEMA é um privilégio. Essa reforma vai ampliar nosso conhecimento. Nós teremos uma qualidade muito maior em nossa unidade”, destaca o aluno.

Leandro Silva faz referência aos avanços inclusos no projeto de ampliação da Unidade Plena de São Luís, que já está em sua terceira etapa.

Orçada em mais de R$ 2 milhões, a obra contempla a construção de uma ampla e moderna biblioteca, auditório, área de vivência e descanso, área administrativa, campo de futebol com arquibancada coberta e acessibilidade, além da requalificação da piscina e melhorias no sistema hidráulico e elétrico. A novidade é a construção de uma área exclusiva para lutas.

Quem também aprova a expansão do IEMA de São Luís é a aluna do 2º do Ensino Médio, Mairla Fernanda Carvalho. “Todos os alunos estão muito felizes com a nova reforma. Tivemos a oportunidade de estudar em uma escola enorme, ainda mais agora, que vamos ter espaço de vivência, de luta, para praticar esportes, piscina. Isso nos motiva cada vez mais a ter uma escola de excelência. Para gente, é um prazer poder representar essa escola e poder estudar aqui”, afirma Mairla.

“Qualquer aposta na educação é bem-vinda”

Margarida Heluy, professora de Português do IEMA, ressalta a construção da nova biblioteca, equipamento que vai contribuir para o aperfeiçoamento da relação ensino-aprendizagem. Para ela, a nova biblioteca vai incentivar ainda mais a leitura.

“Os alunos estão muito animados, muito esperançosos, porque qualquer incentivo, qualquer investimento, qualquer aposta na educação é sempre muito bem-vinda. Eu, como professora de português, vou ter uma estrutura, um espaço, um ambiente para trabalhar essa parte de leitura, de produção textual. Eu entendo que em tudo [a expansão] será magnífica”, pontua a educadora.

IEMA

O Instituto Estadual de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) foi criado em 2015 com o intuito de ampliar a oferta de educação profissional técnica de nível médio no estado.

O IEMA atua nas áreas de Unidade Plena e Vocacional. As Unidades Plenas estão em funcionamento em Axixá, Bacabeira, Coroatá, Pindaré-Mirim, São José de Ribamar, Timon, Santa Inês, Brejo, Presidente Dutra, São Luís (Centro e Itaqui-Bacanga) Matões e Cururupu.

Em Açailândia, Bequimão, Caxias, Carolina, Codó, Imperatriz, Pedreiras, Barra do Corda, Pinheiro, Ribeirãozinho, São Luís (Praia Grande, Escola de Cinema e Estaleiro Escola) funcionam as Unidades Vocacionais.

Nos últimos três anos, estudantes do IEMA conquistaram medalhas e premiações nacionais e internacionais na área de Robótica, Matemática, Geografia, Foguetes e Química. O Instituto ficou entre os finalistas do Prêmio Nacional de Competitividade nos Estados e entre os classificados no Prêmio Samsung Respostas para o Amanhã.

COMENTÁRIOS

Rubens Jr é confirmado como o novo secretário de Cidades do Maranhão

O governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou, nesta sexta-feira (15) o nome do deputado federal Rubens Pereira Jr (PCdoB) como novo titular da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).

Por meio das redes sociais, o parlamentar falou sobre o novo desafio. “Me sinto honrado em ser convidado para integrar o melhor governo do Brasil. Agora no Executivo, continuarei contribuindo para as profundas transformações que o Maranhão tem experimentado no governo Flávio Dino”, disse Rubens Jr.

Na Secid, Rubens Jr contribuirá em importantes programas do Governo do Maranhão na área de habitação e mobilidade urbana, como a nova edição do Cheque Minha Casa; PAC Ponta do São Francisco (em São Luís); reformas de mercados; entre outros.

Advogado e mestre em Direito Constitucional, Rubens Pereira Júnior, 34 anos, é um dos grandes destaques do parlamento brasileiro na atualidade. Em 2018, foi reeleito deputado federal com 111.584 votos. Foi o candidato mais bem votado entre os reeleitos, e o 5º com maior votação em todo o estado.

Em 2014, foi o terceiro deputado federal mais votado pelo Maranhão, com um total de 118.115 votos. Rubens também foi deputado estadual no Maranhão por dois mandatos, nos períodos de 2006 a 2014. Na época, com 22 anos, e 35 mil votos, tornou-se um dos deputados estaduais mais jovens do País.

Perfil Rubens Pereira Jr

Nasceu em 1984 e passou parte da sua infância em Matões (MA).
– Com 10 anos, mudou-se para São Luís, para estudar na capital. Aos 16 anos, ingressou no curso de Direito da Universidade Federal do Maranhão.
– Teve Flávio Dino, governador do Maranhão, como orientador da sua monografia de conclusão de curso, iniciando uma amizade que levaria a caminhada política pela mudança no Maranhão. Ainda durante a faculdade de Direito, foi aprovado no concurso do Tribunal de Justiça do Maranhão para o cargo de Analista Judiciário.
– Foi deputado Estadual no Maranhão por dois mandatos, nos períodos de 2006 a 2014. Na época, com 22 anos, 35 mil votos, tornou-se um dos deputados estaduais mais jovens do país. Foi presidente da CCJ aos 24 anos e líder da oposição aos 28.
– É membro do PCdoB, Partido Comunista do Brasil, desde 2009
– Em 2012 pediu exoneração do cargo de Analista Judiciário do Tribunal de Justiça.
– Em 2014, Rubens Jr. foi o terceiro deputado federal mais votado pelo Maranhão, com um total de 118.115 votos.
– Em seu primeiro ano como deputado federal, Rubens Jr já integrou as principais comissões da Câmara dos Deputados. Durante os seus quatro anos em Brasília, conseguiu destaque como membro titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJC), a mais importante da Casa.
– Tornou-se uma referência na imprensa local e nacional por sua conduta e firmeza na condução do seu papel e por suas convicções como vice-líder do PCdoB na Câmara dos Deputados. Em 2017, foi eleito coordenador da Bancada do Maranhão no Congresso Nacional.
– Em 2018 foi reeleito deputado federal com 111.584 votos. Foi o candidato mais bem votado entre os reeleitos, e o 5º com maior votação em todo o estado.

COMENTÁRIOS

Bolsonaro define idade mínima: 65 anos para homens e 62 para mulheres

O secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, anunciou, nesta quinta-feira (14/2), que a reforma da Previdência a ser enviada pelo Planalto ao Congresso proporá idade mínima para aposentadoria de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres.

O presidente Jair Bolsonaro chegou a afirmar anteriormente que queria idade mínimas de 62 para homens e 57 anos para mulheres, mas foi convencido pela equipe econômica. “Acabou que, na negociação entre a equipe econômica e política, mantiveram a mesma idade mínima da reforma do Temer”, disse Marinho.

Pelas regras atuais, é possível se aposentar sem idade mínima, a partir dos 35 anos de contribuição (homem) ou dos 30 (mulher); ou a partir de 65 anos (homem) ou 60 anos (mulher) com tempo mínimo de 15 anos de contribuição. A proposta de Bolsonaro prevê, segundo Marinho, uma regra de transição de até 12 anos para quem já está no mercado de trabalho, mas os detalhes ainda não foram divulgados pelo governo, por determinação do próprio presidente. Bolsonaro também queria um tempo de transição melhor.

“O presidente tem sensibilidade e entende as condições da economia e fez a distinção de gênero. Acha que é importante que a mulher se aposente com menos tempo. Conseguimos mudar um pouco essa questão da transição, que estávamos propondo 20 anos, e o presidente negociou com 12 anos”, destacou o secretário de Previdência.

Envio para Câmara será dia 20

Marinho evitou cravar qual será o impacto obtido com a reforma que foi decidida por Bolsonaro. Quando questionado sobre a fala de Guedes de que a proposta precisaria garantir uma economia de R$ 1 trilhão em 10 anos, ele respondeu: “Se o ministro (Paulo Guedes) disse, então será”.

Prioridade absoluta no início do mandato do governo Bolsonaro, a versão final do texto vinha sendo adiada devido à internação do presidente, que recebeu alta na quarta-feira (13/2). “O presidente obteve os detalhes que faltavam do projeto. Importante ressaltar que, ao longo do perídio da elaboração da proposta, o presidente estava sendo informado periodicamente. Houve apenas esse período de paralisação em função da operação que se submeteu e, hoje, voltamos já com o texto finalizado pela equipe do Ministério da Economia”, explicou Marinho.

Agora que está fechado, o texto deverá ser entregue à Câmara dos Deputados na próxima quarta-feira (20/2), quando o presidente deve fazer um pronunciamento à nação para explicar a proposta. Para ser aprovada, a reforma deve ter 308 votos favoráveis entre os deputados, e outros 49 de senadores.

Correio Braziliense

COMENTÁRIOS

Imagem do Dia: Flávio Dino em reunião com Hamilton Mourão

O governador Flávio Dino esteve em Brasília, nesta quinta-feira (14), em reunião com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, no Palácio do Planalto, e o convidou a visitar o Maranhão e a participar do Fórum de Governadores do Nordeste, que será realizado em São Luís, no final do mês de março. A visita do governador faz parte da política de diálogo institucional com a União, que tem como principal objetivo unir esforços em prol de investimentos para o Maranhão. Desde o mês passado, o próprio Flávio Dino, o vice-governador Carlos Brandão e os secretários de Estado estão sendo recebidos pelo Governo Federal.

COMENTÁRIOS

Itaqui lidera crescimento entre os principais portos públicos do Brasil

De acordo com o Anuário Estatístico 2018 da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), divulgado nesta terça-feira (12), o Porto do Itaqui cresceu 17%, superando os percentuais dos maiores portos públicos do Brasil, como o Porto de Santos (0,87%), Itaguaí (6,98%), Paranaguá (6,51%), Rio Grande (3,8%) e Suape (-0,83%). Em 2017, o porto maranhense cresceu 11,89% e movimentou 19,1 milhões de toneladas.

Com o crescimento, o Itaqui não apenas teve destaque em movimentações de cargas entre os portos públicos do Brasil, mas se consolida como um dos mais importantes do Norte e Nordeste. Foram 22,3 milhões de toneladas de cargas em 2018.

“Os dados anunciados pela Antaq confirmam a performance diferenciada do Itaqui em 2018 e refletem o trabalho de toda uma equipe que, nos últimos quatro anos, tem se empenhado para fazer do Itaqui uma referência nacional em gestão portuária”, declarou o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, durante o evento de comemoração do 17º aniversário da Antaq e apresentação do anuário em Brasília.

“Os investimentos que estamos fazendo, em parceria com o setor privado, também são fundamentais para o nosso crescimento”, acrescentou Ted Lago.

Outro grande destaque refere-se à movimentação de soja. Principal exportador de soja, milho e farelo do Arco Norte do Brasil, o Porto do Itaqui consolida sua liderança com movimentação de 8,5 milhões de toneladas de soja em 2018.

Com essa marca, o Itaqui passa a ocupar o chamado top 3 dos portos que mais exportam soja no país. O crescimento de 38,61% na movimentação desse tipo de carga também foi maior que o desempenho de Santos (12%) e de Paranaguá (34%), primeiro e segundo lugar respectivamente.

“Com o início das obras da segunda fase do Tegram, vamos elevar a capacidade do Itaqui para 14 milhões de toneladas que, somadas a mais 4 milhões de toneladas do terminal da VLI, garantirá um volume mais do que suficiente para sustentar o crescimento e nos aproximar ainda mais dos maiores portos do Brasil ”, afirmou Ted Lago.

Além da soja, o Itaqui permanece no top 3 de movimentação de granéis líquidos (combustíveis, produtos químicos, líquidos). Com aumento de aproximadamente 14% em movimentação de fertilizantes, também está entre os cincos portos públicos que mais importaram a carga em 2018 (1,9 milhões de toneladas), mais um recorde histórico para o porto maranhense.

Brasil

De acordo com a Antaq, o setor portuário nacional (portos organizados e terminais privados) movimentou 1,117 bilhão de toneladas em 2018, o que representa um crescimento de 2,7% em relação a 2017. Os portos públicos movimentaram 374 milhões de toneladas em 2018, um aumento de 2,6% em comparação com 2017 (365 milhões de toneladas).

Entre as principais cargas, o minério de ferro representa 36% do total movimentado por portos e terminais privados do país. Outros destaques são os combustíveis, com 203 milhões de toneladas (18,2%); os contêineres, com cerca de 113 milhões de toneladas (10,1%) e a soja, com 102 milhões de toneladas (9,1%).

COMENTÁRIOS

Em Anajatuba, Ministério Público questiona contratações temporárias na administração municipal

A ausência de concurso público para nomeação de servidores municipais e contratações temporárias sem qualquer justificativa legal, motivaram o Ministério Público do Maranhão a ajuizar, no último dia 18 de janeiro, Ação Civil por ato de improbidade administrativa contra o prefeito Sydnei Costa Pereira e o ex-prefeito Helder Lopes Aragão, de Anajatuba.

A Promotoria de Justiça também ajuizou Ação Civil Pública com pedido de tutela de urgência, em 23 de janeiro, contra o Município de Anajatuba, pedindo à Justiça que obrigue o Executivo municipal a realizar, no prazo máximo de seis meses, concurso público para os cargos reiteradamente ocupados por processos seletivos.

Em 2015, o Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Anajatuba (Sindtran) denunciou ao MPMA a existência de contratações temporárias desde o ano de 2012. O último concurso público foi realizado em 2010.

Diante da denúncia, foi expedido ofício ao então prefeito Helder Aragão requisitando cópia da lei que autorizaria a contratação temporária no exercício financeiro de 2015. Também foram encaminhadas duas recomendações, no mesmo ano, para que o gestor não efetuasse qualquer contratação sem concurso público ou processo seletivo simplificado e fossem revogadas todas as contratações temporárias.

O Poder Executivo municipal encaminhou cópia da Lei Municipal nº 466/2015, que dispunha sobre contratação temporária e as cópias dos contratos temporários realizados com professores.

Após o afastamento de Helder Aragão, por decisão judicial, o vice-prefeito Sydnei Costa Pereira assumiu o comando da cidade, em 2016. Nas eleições no mesmo ano foi eleito prefeito. Em novembro, o gestor informou à Promotoria de Justiça que estaria concluindo um levantamento sobre a situação funcional dos servidores. O estudo apontou a necessidade de contratar 81 professores e 64 profissionais de apoio administrativo.

No relatório, a Prefeitura de Anajatuba tentou demonstrar que os custos com um quadro de servidores efetivos é maior do que com o de servidores contratados, gerando, supostamente, um déficit de R$ 214.265,61 aos cofres públicos.

O Sindtran encaminhou cópia das folhas de pagamento dos servidores contratados pelas Secretarias de Educação, Saúde, Administração e Assistência Social atestando que a Prefeitura de Anajatuba contava com 475 servidores contratados.

Em março de 2018, os vereadores Edvan Sanches, Luiz Fernando Soares Mendes, Edinilson dos Santos Dutra, Lauro Jorge Rego Sousa e Emanuel da Costa Fernandes relataram ao Ministério Público que dois projetos de lei autorizando a contratação temporária de servidores foram aprovados em sessão extraordinária sem que todos os parlamentares tenham sido convocados para a votação.

O Ministério Público recolheu as folhas de pagamentos de contratados de junho de 2015 e julho de 2017, extraídas da prestação de contas municipais e disponíveis no site do Tribunal de Contas do Estado. Nenhum documento foi obtido em 2018 pois não havia prestação de contas no encerramento do procedimento e o portal da transparência de Anajatuba não disponibiliza as informações.

A análise de tais documentos demonstram a necessidade de realização de concurso público pelo Município de Anajatuba, bem como a prática de atos de improbidade administrativa e de crime de responsabilidade”, afirmou o promotor de justiça Rodrigo Alves Cantanhede, na Ação Civil.

De acordo com o titular da Promotoria de Justiça de Anajatuba, desde 2010, já transcorreram mais de oito anos e as contratações temporária contrariam as regras constitucionais. “Os gestores, portanto, descumpriram conscientemente a regra constitucional do concurso público, violando princípios basilares da administração pública como os da legalidade, da impessoalidade, da moralidade e da eficiência”.

PEDIDOS

Além da realização de concurso público, foi pedido ao Poder Judiciário que determine ao Município de Anajatuba de se abster de realizar contratações temporárias sem atendimento aos critérios constitucionais.

Também foi pedida a condenação dos denunciados à perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, pagamento de multa e impedimento de receber benefícios ou incentivos fiscais ou de crédito.

COMENTÁRIOS

Com Pacto pela Paz, mais de 2 mil armas são retiradas de circulação no Maranhão

Mais de 2 mil armas já foram apreendidas no Maranhão depois da implantação da premiação de policiais civis e militares, sendo 1.427 apreensões apenas no ano passado e que teve a solenidade de reconhecimento dos policiais realizadas na segunda-feira (11).

A ação, estabelecida em 2016 a partir da Medida Provisória 219/2016, faz parte do Pacto pela Paz, gerido pelas Secretarias de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Segurança Pública (SSP).

Os policiais premiados recebem, cada um, um cheque de 20 mil reais, sendo que alguns foram premiados pela terceira vez. O policial militar Costa Lima, que apreendeu 85 armas no ano passado, ficou em segundo lugar na sua categoria e acredita que as ações da gestão estadual estão no rumo certo.

“O governador demonstra preocupação com a população maranhense quando premia os policiais por esse trabalho preventivo. No 16º Batalhão, sob o comando do major Emerson, por exemplo, estamos há dois meses sem homicídios na área e isso é fruto de muito trabalho e da competência de toda a equipe de governo”, avaliou.

O Maranhão possui, hoje, os maiores indicadores de redução de violência no Brasil. Nenhuma outra região metropolitana, no país, reduziu em 60% o número de crimes letais em apenas três anos. Na contramão da campanha armamentista liderada pelo Governo Federal, o governador Flávio Dino vem conquistando números históricos na segurança pública com o recolhimento de armas e valorização da força policial.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, destacou a importância da valorização desses profissionais e ressaltou que “é a terceira premiação de policiais que mais apreenderam armas no Maranhão, então, é um reconhecimento do Governo do Estado a esse trabalho de salvar vidas, retirando armas de fogo de circulação”.

“Nós sabemos, que elas são usadas, inclusive, nos crimes mais graves, que são os crimes contra a vida. Então, agradeço muito ao governador Flávio Dino por esse reconhecimento aos homens e mulheres do sistema de segurança do Maranhão”, completou Portela.

O secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, parabenizou os policiais premiados e as corporações das Polícias Civil e Militar pelo trabalho de controle da segurança pública por meio de ações preventivas, que valorizam, sobretudo, vidas.

“Ao contrário do que prega o senso comum, os Direitos Humanos dialogam profundamente com a polícia, uma vez que ambos trabalham em defesa da vida humana. Acreditamos que o trabalho conjunto entre as duas áreas é um caminho bastante promissor para a promoção de uma cultura de paz”, afirmou.

Pacto pela Paz

O governador Flávio Dino instituiu, por meio da Lei nº 10.387, de 21 de dezembro de 2015, o programa Pacto pela Paz, visando reduzir os índices de criminalidade por meio de ações preventivas e educativas, em uma parceria da polícia com a comunidade.

O programa reúne uma série de ações para reestruturação da Segurança Pública do Maranhão. As iniciativas envolvem a contratação de mais policiais, promoções, investimentos em formação profissional, tecnologia e infraestrutura.

O diálogo com a população, através do estreitamento das relações com as lideranças comunitárias, e a realização de cursos e oficinas para estimular a cultura de paz são outras vertentes do programa social.

COMENTÁRIOS

Rogério Cafeteira vai comandar a Secretaria de Esportes do Maranhão

O governador Flávio Dino segue anunciando as mudanças em seu secretariado via rede social. Na noite desta terça-feira (12), Dino confirmou o ex deputado federal Rogério Cafeteira na Secretaria de Esportes do Estado.

Ainda dentro das mudanças, a engenheira agrônoma e especialista em tecnologia de alimentos (UFMA), fiscal agropecuário da AGED, Fabiola Ewerton Mesquita, será a nova presidente da Agência.

Desde já, desejo sorte aos dois novos integrantes da equipe do Governo do Maranhão!

COMENTÁRIOS

Sá Marques e autoridades pedem agilidade na operacionalização da Lei de acesso ao transporte coletivo

Na manhã desta terça-feira (12), o vereador Sá Marques, ao lado de várias autoridades, esteve em reunião na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), onde tratou, mais uma vez, sobre a aplicação da Lei de sua autoria, que visa amparar as mulheres vítimas de violência doméstica. A Lei tem como objetivo disponibilizar gratuidade de transporte coletivo urbano por 60 dias (úteis), prorrogáveis por mais 60 dias, para mulheres vítimas de violência doméstica. O PL foi proposto ainda em 2017, mas ainda não está em execução (reveja aqui).

Durante a reunião, o parlamentar conversou com o titular da SMTT, Canindé Barros, sobre a operacionalização no sentido de viabilizar o quanto antes esse transporte.

De acordo com Sá Marques, o secretário Canindé se mostrou bastante sensível a operacionalização, que é o de colocar em prática o referido benefício, por meio de cartão por 60 dias, podendo ser prorrogado por mais 60 dias.

Esses benefícios são destinados exclusivamente as mulheres vítimas de violência, para que elas possam ter acesso a Delegacia da Mulher, Instituto Médico Legal (IML), atendimento jurídico e psicológico, bem como a providência do Bolsa-Família para seus filhos. Aproveito para agradecer a sensibilidade do secretário em resolver essa questão“, destacou o vereador.

Participaram ainda da reunião, a coronel da Polícia Militar do Maranhão e coordenadora da Patrulha da Lei Maria da Penha, Augusta Andrade, a promotora da Vara de Família, Selma Regina Martins, a Delegada e coordenadora das Delegacias de Mulher no Maranhão, Kazumi Tanaka Ericeira,  a Juíza titular da 2 Vara da Mulher, Lúcia Helena Heluy,  a Delegada titular da Delegacia da Mulher, Wanda Moura, e a Gestora da Casa da Mulher, Susan Lucena.

COMENTÁRIOS

Assembleia dá mais um passo para a modernização e implanta sistema de gerenciamento eletrônico de documentos

A Assembleia Legislativa lançou, nesta terça-feira (12), o novo sistema de gerenciamento eletrônico de documentos – o InovaLegis. A ferramenta permite o trâmite totalmente eletrônico de processos e documentos entre os setores administrativos da Casa.

 Na solenidade de lançamento, o presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez a assinatura digital do primeiro processo eletrônico por meio do InovaLegis, dando início à utilização do sistema pelo Parlamento Estadual.

Participaram do evento diretores e servidores do Legislativo, que, a partir de agora, farão uso do sistema nas suas rotinas de trabalho. O deputado Wendell Lages (PMN) também esteve presente na apresentação. Entre os benefícios do InovaLegis estão economia com uso de papel, automatização dos fluxos processuais, compartilhamento do ambiente de trabalho em tempo real, além de transparência, segurança, celeridade e economicidade.

“Esse é mais um passo que nós damos, no sentido de modernizar os procedimentos da Assembleia Legislativa. Por isso, fizemos questão de ter esse momento de apresentação, para que entendamos como funciona o sistema e a importância dele, não só no que diz respeito à agilidade dos processos, mas como outros aspectos, a exemplo da economia de papel e o valor que isso tem no quesito ambiental”, destacou o presidente.

Othelino Neto afirmou, ainda, que a Assembleia passa a ser um exemplo para as outras instituições da sociedade. “Nesse sentido, inauguramos oficialmente esse sistema, assim como outros virão, para modernizar, dar celeridade, transparência e fazer com que a nossa Assembleia Legislativa se adeque a um novo momento e às novas tecnologias”, assinalou.

“É um momento de satisfação para toda a equipe, que se envolveu nesse projeto. O presidente Othelino, quando assumiu, uma das suas principais premissas foi a modernização da Casa. Demos o primeiro passo com a implantação do pregão eletrônico, colocando a Assembleia em um patamar de tecnologia na área de licitações. Estamos finalizando um trabalho longo, árduo, mas muito prazeroso”, ressaltou Antino Noleto, diretor administrativo da Alema.

A etapa inicial de carga de dados já foi finalizada e boa parte dos servidores já foram treinados para utilizar o sistema. Eles também contarão com todo o suporte técnico após a implantação. Segundo Paulo Marcelus Castro Silva, diretor de Tecnologia da Informação da Alema, o sistema é totalmente implantado no centro de processamento de dados da Casa, contando, assim, com todo o suporte para garantir a segurança das informações.

“É um sistema, como o nome já diz, inovador, através de uma empresa contratada, que fez a idealização e que já está trabalhando conosco há algum tempo, fazendo o trabalho de treinamento dos funcionários e implantação do sistema. É importante ressaltar que o sistema é totalmente implantado no Data Center da Assembleia Legislativa, com total segurança dos nossos sistemas de antivírus, firewall e pode ser acessado tanto no sistema de intranet da Alema, quanto nos sistemas web, através da internet”, explicou.

“O objetivo não é só criar automação na Casa, mas mudar rotinas. É preciso que todos nós estejamos engajados nesse processo de mudança. A área Legislativa, que será o segundo momento, já está em fase final e vamos disponibilizar à sociedade, em tempo real, todo o processo legislativo”, completou Braúlio Martins, diretor-geral da Mesa Diretora.

COMENTÁRIOS