80% dos Ministros do Governo Bolsonaro são novatos na política

Levantamento do jornal O Globo divulgado nesta segunda-feira (3) mostra que 80% dos ministros do alto escalão escolhidos pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) têm pouca experiência na política. Bolsonaro ainda deve indicar pelo menos outros dois ministros, para as pastas de Meio Ambiente e Direitos Humanos, que deve ser chamada de Ministério da Família.

De acordo com a reportagem, dos 20 escolhidos até agora, 16 nunca ocuparam sequer secretarias estaduais ou municipais e 15 nunca chegaram ao Legislativo.

Porém, dois ministros da futura Esplanada já comandaram pastas no atual governo de Michel Temer: Wagner Rosário, que será mantido na Controladoria-Geral da União (CGU), e Osmar Terra, que foi ministro do Desenvolvimento Social e irá assumir o novo Ministério da Cidadania.

Ainda no Executivo, a futura ministra da Agricultura Tereza Cristina já foi secretária estadual no Mato Grosso do Sul por quatro anos, e o nomeado para a Saúde Luiz Henrique Mandetta já foi secretário municipal de saúde em Campo Grande (MS) por cinco anos.

Já no caso do Legislativo, nenhum dos indicados para o alto escalão passou pelo Senado. Cinco deles são hoje deputados federais: Osmar Terra, Luiz Henrique Mandetta, Tereza Cristina, o futuro ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni e o escolhido para o Turismo Marcelo Álvaro Antonio.

A reportagem cita que, segundo aliados do presidente eleito, a escolha por “novatos” na política está alinhada ao discurso de renovação que elegeu o político.

Eis a equipe já anunciada:

Casa Civil – Onyx Lorenzoni

Gabinete de Segurança Institucional – General Augusto Heleno

Secretaria da Presidência – Gustavo Bebianno

Secretaria de Governo – General Santos Cruz

Economia – Paulo Guedes

Saúde – Luiz Henrique Mandetta

Educação – Ricardo Vélez Rodríguez

Justiça e Segurança Pública – Sérgio Moro

Ciência e Tecnologia – Marcos Pontes

Relações Exteriores – Ernesto Araújo

Agricultura – Tereza Cristina

Minas e Energia – Almirante Bento Costa

Infraestrutura – Tarcísio Gomes

Cidadania – Osmar Terra
Turismo – Marcelo Álvaro Antônio
Defesa – General Fernando Azevedo e Silva
Desenvolvimento Regional – Gustavo Canuto
Controladoria-geral da União – Wagner Rosário
Advocacia-geral da União – André Luiz Mendonça
Banco Central – Roberto Campos Neto
Trabalho – Manutenção pendente
Família – Nome pendente
Meio Ambiente – Nome pendente

Congresso Em Foco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *