Agressão contra mulher: ATÉ QUANDO?

Todos os dias nos deparamos com notícias e mais notícias sobre agressão contra mulheres, feminicídio e crimes das mais diversas naturezas. Infelizmente, uma grande quantidade de mulheres, somente por serem mulheres, são espancadas, esfaqueadas, apedrejadas, assassinadas. E os responsáveis? 90% impunes, o que é inadmissível.

Depois do estupro e assassinato brutal e cruel da pequena Allana Ludmila, ocorrido no último dia 01 de Novembro, onde o agressor e assassino foi o próprio padrasto, Robert Serejo, e agora, da agressão covarde sofrida pela jovem advogada Ludmila Rosa Ribeiro, por parte do seu ex companheiro Lúcio André Genésio, onde o mesmo a espancou, pagou fiança e já está solto. É isso mesmo! O cara bate até dizer já chega na mulher, é preso em flagrante , paga uma fiança de quase 5 mil reais, e vai pra casa, tudo numa boa.

Que justiça é essa, que só fica do lado dos bandidos, assassinos, espancadores, ladrões, estupradores e assaltantes? Que justiça é essa, que se bate na mulher, rouba, trafica drogas, e por decisão da justiça, essa que deveria estar ao lado dos cidadãos de bem, mas que só sabe ver o outro lado, sempre encontrando brechas e libertando os acusados? É, realmente, o mundo está do avesso, meu povo!

O caso envolvendo Lúcio André Genésio, que já vem de uma família problemática (ele é irmão do atual Prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio), acontece justamente no Dia Estadual de Combate ao Feminicídio, na data em que completa um ano da morte da jovem Mariana Costa, também covardemente assassinada pelo seu cunhado, Lucas Porto, que se encontra preso, aguardando resultado de capacidade mental, pode ?

Como é fácil hoje em dia nesse País se fazer coisa errada e ficar por isso, mesmo. Na mesma hora arranjam as mais ridículas e esfarrapadas justificativas (a principal delas é quando dizem que a pessoa sofre de doença mental), e tudo isso por culpa de quem? Da justiça, dessas Leis horrorosas, absurdas e ultrapassadas, que só beneficiam bandidos. Isso é mais do que um absurdo!

Quantas Marianas e Allanas terão ainda que morrer, quantas Ludmilas ainda terão que apanhar para finalmente alguém fazer alguma coisa?

Só Deus pra saber… !

PS: O juiz Clésio Cunha, acatou o pedido da promotora BIanka Sekkef Sallem Rocha, que pediu a prisão preventiva de Lúcio André Genésio. Caso o agressor não se entregue voluntariamente à Polícia, poderá ser considerado foragido.

Uma resposta para Agressão contra mulher: ATÉ QUANDO?

  1. Douglas Roberto diz:

    Esses são muitos covardes tem que ser presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *