Eleições 2018: TSE e dez partidos assinam documento contra as “Fake News”

Dez partidos assinaram um termo de compromisso com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na última terça (5), para evitar a disseminação de “Fake news” (notícias falsas) durante a campanha eleitoral deste ano.

No total, 35 partidos haviam sido convidados. Segundo o presidente da Corte, ministro Luiz Fux, as demais legendas terão um prazo maior para aderir, pois não houve anúncio prévio de que o termo de compromisso seria assinado na reunião desta terça, realizada no TSE.

Fux afirmou que o termo de compromisso é simbólico, “uma colaboração dos homens de bem”, e não prevê sanção para as legendas. O combate às fake news é uma das principais bandeiras da gestão do ministro na corte eleitoral.

Assinaram o documento os seguintes partidos: DEM, PCdoB, PSDB, PDT, PRB, PSC, PSD, PSL, PSOL e Rede.

Para Fux, a colaboração dos partidos e da imprensa é tão importante quanto o trabalho dos órgãos de repressão, como a Polícia Federal. Segundo ele, as agremiações poderão levar ao TSE casos de irregularidades envolvendo notícias falsas.

O termo de compromisso destaca, sem citar exemplos, que democracias ocidentais consolidadas já enfrentaram manipulação de notícias com o objetivo de interferir em disputas eleitorais – daí a importância de o Brasil se precaver.

“Em primeiro lugar, recomendamos [ao eleitor] que haja uma checagem com relação às notícias que são veiculadas. E, depois da checagem, que avalie a necessidade ou não de compartilhar [nas redes sociais] e de que maneira esse compartilhamento atenderá ao interesse maior da democracia, que é eleger os representantes do povo”, disse Fux.

Com informações da Folhapress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *