Em entrevista, Vereador Sá Marques destaca seus principais Projetos de Lei já aprovados em benefício da população ludovicense

Na manhã desta quinta-feira (14), o Vereador Professor Sá Marques, foi o entrevistado do programa Ponto a Ponto, na rádio Assembleia Online. Na entrevista, ele explicou como exerce o seu papel na Câmara Municipal de São Luís. Dentre os principais pontos, ele falou sobre a importância de um Projeto de Lei, e afirmou que, quando um amigo parlamentar lança um PL, que visa o bem estar social, ele defende e vota a favor, inclusive legislando.

Sá Marques também falou sobre a Semana de Doação de Medula Óssea, mais um Projeto de Lei de sua autoria, que já foi aprovado, e que irá acontecer na segunda semana do mês de setembro.

Essa Lei serve para conscientizar as pessoas para esse processo de doação da medula, lembrando que esse é o único caminho de cura para essas doenças degenerativas”, destacou o parlamentar.

Ainda durante a entrevista, Sá Marques também falou sobre o projeto social de zumba, que acontece na Associação Casa de Lili, e que atende em torno de 280 mulheres.

O projeto social se torna de suma importância, porque atende pessoas que não possuem boas condições financeiras para pagar uma atividade física. Aproveito a oportunidade também para ressaltar o importante apoio da Cemar, e que, em breve, pretendemos estender o projeto para outros bairros, como  Vila Palmeira e Vinhais“, informou.

Outro Projeto de Lei também citado durante a entrevista, foi sobre a gratuidade de transportes públicos para mulheres vítimas de violência. O vereador explicou que, para a mulher ter acesso a esse benefício, ela fará um Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher e de lá, o seu nome será encaminhado para a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT). Essas mulheres receberão um cartão e poderão usufruir do serviço até 60 dias, podendo ser prorrogado por mais dois meses.

O Projeto de Lei sobre a obrigatoriedade da Lei Maria da Penha nas Escolas foi outro ponto destacado pelo vereador. O PL visa abordar esse assunto para inibir a violência e estimular a igualdade de gênero, conscientizando desde cedo os alunos, de que não existe diferença entre a mulher e o homem.

Deixe uma resposta