Iniciadas obras de urbanização do novo prolongamento da Avenida Litorânea

Melhorias de infraestrutura e urbanização vão mudar o cenário da Avenida Litorânea com mais uma etapa da obra de prolongamento. A obra consiste em ações num trecho de 1.800 metros que vai da Litorânea até a intersecção da Avenida São Carlos, no Olho d’Água. O projeto inclui a construção de bares e restaurantes padronizados, praças, pontes, calçadão e pavimentação.

A obra cria uma alternativa de acesso entre os municípios da Grande Ilha. Garante, também, a criação de um novo corredor de transporte com implantação do Veículo de Transporte Rápido (BRT) que é um sistema de transporte rápido por ônibus que proporcionará velocidade e conforto aos passageiros. A previsão é que em 24 meses a obra seja concluída.

A obra de ampliação da Litorânea está dividida em três trechos, sendo o primeiro com finalização prevista para seis meses. Nessa primeira etapa, é realizada a demolição de construções que estavam em situação irregular. Depois, serão realizados serviços de drenagem, terraplanagem, construída contenção para proteger toda a via da maré cheia. A terceira etapa será a pavimentação de todo o trecho com a estrutura necessária.

O presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), Lawrence Melo, destaca que essa é a primeira etapa de empreendimento maior que será a implantação do BRT e construção de dois terminais de integração.

“Essa obra tem uma ampla importância por ser a base para que este novo corredor de tráfego seja implementando garantindo maior fluxo ao trânsito entre os municípios da Grande Ilha”, afirma Lawrence Melo. “Um grande trabalho que vai impactar positivamente no turismo, na geração de emprego e renda e, o mais importante, na melhor qualidade de vida para quem frequenta e reside na área”, pontua.

Os terminais de integração serão construídos próximo ao Condomínio Alphaville, no município de Raposa e nas imediações da rotatória do Quartel da Polícia Militar, em São Luís. O novo corredor vai diminuir o tempo de deslocamento entre estas regiões.

Os trechos serão liberados para uso público assim que forem concluídos. Dessa forma, as duas primeiras etapas da obra já serão liberadas para os frequentadores assim que estiverem prontas. “A ideia é que, o mais breve possível, a população venha fazer uso destes espaços com toda a estrutura e segurança. A capital vai ganhar uma Litorânea ainda mais bela”, reforça Lawrence Melo. Toda a obra está autorizada pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *