Marco Aurélio ainda na luta pela Bonificação no Enem

O deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB), usou a tribuna na manhã desta quarta-feira (06), para reafirmar o compromisso com a defesa do Ingresso Qualificado na Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Conhecido popularmente como Bonificação Regional, a medida foi aprovada pelo Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da UFMA – Consepe no segundo semestre de 2017 e garantiu o acréscimo de 20% às notas de alunos que tenham cursado pelo menos o último ano do ensino fundamental e todo o ensino médio em escolas públicas ou privadas do Maranhão.

Um dos principais defensores da causa, o deputado Marco Aurélio realizou inúmeras audiências ao longo do mandato anterior discutindo e amadurecendo a ideia junto à reitoria da Universidade Federal, professores e à comunidade estudantil. “Depois de muita mobilização, inclusive com uma audiência muito prestigiada por centenas alunos e professores de Imperatriz e Região Tocantina, depois do reforço de vários deputados através da criação da Frente Parlamentar em Defesa da Bonificação, veio uma resposta e a UFMA aprovou o ingresso qualificado. A comunidade estudantil vibrou com a possibilidade de corrigir uma distorção grave que acontece em alguns dos principais cursos de nossa universidade.” Destacou Marco Aurélio, que tratou do alto número de vagas ociosas deixadas por estudantes de outros estados que buscam a UFMA para os cursos mais concorridos, a exemplo do que acontece em medicina, mas que muitos acabam deixando a instituição na primeira oportunidade.

O Ministério Público Federal entrou com uma ação solicitando a suspensão do Ingresso Qualificado e a Justiça Federal, em primeiro grau determinou pela suspensão da Bonificação. Neste momento, dois recursos tramitam no Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, sendo um da Advocacia Geral da União e outro pela Defensoria Pública. Marco Aurélio se disse confiante de que o Ingresso Qualificado seja garantido pela justiça, de uma vez por todas. “Tenho convicção de que iremos vencer, porque em nenhum outro estado a bonificação foi derrubada. Agora mesmo, muita gente fez a inscrição no Sisu e percebeu que quase todos os estados adotam essa bonificação regional. Por que somente no nosso estado ela caiu?”, indagou o deputado.

Segundo dados da primeira chamada do Sisu, dentre as 10 maiores notas de corte para medicina de todos o país, 7 são de universidades que fazem uso da política afirmativa da Bonificação Regional. A maior nota é da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, que acrescenta 20% para estudantes da terra.

Marco Aurélio garantiu que continuará buscando que essa injustiça seja corrigida e garantiu que a Assembleia Legislativa continuará firme nesta causa junto com a Universidade Federal do Maranhão e os estudantes.

Deixe uma resposta