Sá Marques propõe Audiência Pública para discutir ‘Escola Sem Partido’ e tem apoio dos demais vereadores

Na Câmara Municipal, havia a expectativa do Projeto “Escola Sem Partido” ser colocado em pauta na sessão desta segunda-feira (3), mas o Presidente da Casa, vereador Astro de Ogum, logo na abertura dos trabalhos, confirmou a retirada da Ordem do Dia. Imediatamente os vereadores no plenário se posicionaram a respeito do assunto.

O vereador Marquinhos foi contra a retirada, ele, que é a favor da aprovação do Projeto de Lei, disse que, pelo tempo tramitando na Casa, o encaminhamento para a votação já deveria ter sido feito.

Contrário ao colega, o vereador Sá Marques disse que a decisão de retirar da pauta de votação foi acertada e propôs a realização de uma audiência pública.

“É um projeto que esta Casa deve ter muita cautela em discutir, e é necessário um debate mais amplo sobre o assunto. É preciso chamar a sociedade para discutir, afinal aqui é uma Casa democrática. É preciso que nós vereadores, debatamos com a comunidade escolar, professores, alunos, pais de alunos, é preciso debater com as igrejas, enfim… E com quem quiser mais participar do debate”, reforçou Sá Marques. O vereador teve o apoio de vários outros parlamentares, entre eles comungaram da mesma opinião, favoráveis a realização de uma Audiência Pública, os vereadores Honorato Fernandes, Beto Castro, Genival Alves, Raimundo Penha e Marcial Lima.

Sá Marques também recebeu o apoio favorável e manifestações de agradecimento por parte da galeria (aplausos), que estava repleta de professores e estudantes que são contra a aprovação do Projeto Escola Sem Partido.

Nas discussões o vereador Sá Marques, que é professora a mais de 30 anos, e mesmo eleito continua em sala de aula, voltou a reforçar o voto contrário ao projeto.

“O que devemos é olhar com mais carinho pelos nossos professores. Os professores só querem o bem da população. São eles quem preparam todos os profissionais. Educam as pessoas, tem um papel fundamental na sociedade. Essa Casa precisa lutar é pela manutenção de garantia de direitos as pessoas. Nós vereadores irmanados em busca de melhores salários e condições de trabalho aos nossos professores”, ponderou Sá Marques.

Seguindo o mesmo pensamento do professor-vereador, acompanharam o voto contrário ao projeto, declarando durante a sessão, os vereadores Astro de Ogum (Presidente da Câmara Municipal), Raimundo Penha, Honorato Fernandes e Marcial Lima. A favor do projeto, apenas dois parlamentares se manifestaram simpatizantes, Francisco Carvalho (o próprio autor do projeto), e o vereador Marquinhos.

Com informações do Blog do Eduardo Ericeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *